Criador do PHP visita o FISL

Palesta de Rasmus Lerdorf, criador do PHP, foi atração no FISL.

Rasmus Lerdorf fez sua palestra na tarde da última sexta-feira, durante o Fórum Internacional de Software Livre, em Porto Alegre. Começou a apresentação dizendo que adora o Brasil, já esteve aqui anteriormente realizando trabalhos e gostou muito do país. Ele trabalha no Yahoo aperfeiçoando os sistemas e melhorando o desempenho das aplicações escritas na linguagem que ele criou, o PHP.

Lerdorf mostrou ferramentas que analisam o desempenho do servidor web. São programas que medem o tempo de resposta de cada objeto do site, isto é, tempo para baixar e interpretar código em CSS, PHP, JavaScript etc. O Yslow é um plugin para um plugin do Firefox chamado Firebug. Mede o tempo de resposta e faz outras análises. Outra ferramenta que ele sugeriu é o Siege, software capaz de simular a navegação de um usuário e, assim, medir o tempo para realizar uma tarefa.

Entre as sugestões de melhoria, Lerdorf demonstrou um pedaço de código com a função require_once chamando outras bibliotecas e mostrou o tempo que a página demora para abrir. Depois mudou a função para require (que faz menos verificações ao incluir uma biblioteca) e o ganho em tempo de resposta foi alto. Nada muito avançado. Falou também do framework de cache chamado APC. Esta forma de cache é utilizada no Yahoo.

Lerdorf também sugeriu o uso de ferramentas avançadas de debug como o valgrind e o xdebug. Com elas, é possível analisar individualmente qual é a porcentagem no tempo total de resposta de cada instrução php, identificando gargalos no sistema (memory leaks). Ele enfatizou, no final, o quanto é preciso implementar medidas de segurança como filtros de variáveis para os sistemas, mesmo que isso traga alguma perda de desempenho. Por fim, demonstrou uma ferramenta pessoal que faz checagens de cross site scripting para verificar se um site está vulnerável. Ferramenta não divulgada, mas muito eficiente. Enfim, foi uma das palestras que mais gostei.

One thought on “Criador do PHP visita o FISL”

Deixe uma resposta