Intel corrige falha grave dos processadores desde 2010

Em 2010, quando a Intel anunciou os recursos de gestão centralizada nos seus novos processadores, o Intel Active Management Technology (AMT), Intel Small Business Technology e Intel Standard Manageability (ISM), criou ao mesmo tempo a possibilidade de um ataque remoto que escala privilégios no sistema operacional das máquinas gerenciadas.

Continuar lendo Intel corrige falha grave dos processadores desde 2010

Software que auxilia a fala do brilhante Stephen Hawking agora é Open Source

Há mais de 20 anos a Intel trabalha no aprimoramento do software que faz o brilhante cientista falar. Por causa de sua doença, a esclerose lateral amiotrófica, Hawking tem muita dificuldade de falar. O software foi batizado como ACAT, sigla de Assistive Context-Aware Toolkit. Em uma tradução livre é algo como tecnologia assistiva livre de contexto. O ACAT consegue ler os músculos da face, construir frases e sintetizar a voz.

Segundo os criadores, é possível ter outras formas de entrada. Poderia ser por exemplo um botão ou um direcional. Além disso o ACAT é capaz de fazer predições de palavras e os usuários podem interagir em diferentes softwares. Até navegar na internet ou escrever um livro – como o Hawking fez muitas vezes.

A Intel pretende que o software seja aprimorado pela comunidade. Ele foi originalmente escrito em C# .NET 4.5. O processo de desenvolvimento iterativo durou três anos e, obviamente, teve ativa participação do professor lucasiano emérito (como chamam os catedráticos de Matemática da Universidade de Cambdrige). Quem sabe se o software for utilizado com outras pessoas, não tenhamos em breve mais catedráticos e livros de qualidade para ler.

O projeto está no GitHub. O binário, só para instalar e sair usando também está disponível. Se houver dúvidas de como usar, dois vídeos explicam. Vale dizer que a predição de palavras é baseada em outro projeto chamado Pressage.

Hackathon da Intel começa com dicas de desenvolvimento

Intel XDK
INFOlab: Intel XDK

Início da festa

Jomar Silva, líder da comunidade da Intel Software, fez uma breve apresentação das ferramentas aos participantes. O primeiro fato apresentado foi a mudança de paradigma de desenvolvimento. Hoje, o desenvolvedor não escreve mais código focado em apenas uma plataforma – ou plataforma alvo. A divergência de sistemas e dispositivos obriga o uso de ferramentas que sirvam para reutilizar código, facilitar a manutenção e principalmente fornecer a mesma experiência ao usuário em qualquer hipótese, ou seja, fazer com que as aplicações convirjam.

Continuar lendo Hackathon da Intel começa com dicas de desenvolvimento