Brasil é o mais atacado por ransonware na américa latina

Segundo pesquisa de 2015 sobre a segurança da informação nas empresas realizada pela Kaspersky Lab – em conjunto com a B2B International com mais de 5.500 especialistas em TI, de 26 países do mundo –, apenas 34% das empresas brasileiras (48% globalmente) reconhece a séria ameaça que o cryptomalware, também conhecido como ransomware, representa. Esse ataque continua afetando gravemente as empresas. Até o momento, estima-se que apenas o ransomware Cryptolocker tenha infectado mais 234 mil computadores ao redor do mundo.

Continuar lendo Brasil é o mais atacado por ransonware na américa latina

Como escapar do ransomware de criptografia CoinVault e Bitcryptor

Parece à primeira vista impossível escapar dos ransomware, ou mais claramente, malware que criptografa seus dados e pede resgate para descritografar. Se você foi particularmente infectado pelas variações CoinVault e Bitcryptor, saiba que existe uma forma de se livrar deles. Tudo graças a polícia holandesa e a Kaspersky. A polícia obteve bases de dados de chaves criptográficas, em diferentes datas, utilizadas pelos dois ransonware e a Kaspersky criou um serviço online para você se livrar da criptografia.

Abra o site https://noransom.kaspersky.com/, baixe o utilitário e siga os passos do software para descriptografar. Se possível anote ou capture uma tela do ransonware. Isto pode ajudar futuras investigações. Vale dizer que apenas backups regulares dos seus dados podem lhe ajudar em novos casos de ransonware.