GNU completa 30 anos de história

gnu-30

30 anos atrás, Richard Stallman, anunciava o inicio do software GNU, um acrônimo para Gnu’s not Unix. O anúncio oficial era claro em relação ao propósito do software (em uma tradução livre):

“Para começar, o GNU será um kernel com todas as ferramentas necessárias para escrever e executar programas em C: um editor, shell, compilador C, linker, assembler e algumas outras coisas. Feito isto, vamos adicionar um editor de texto, um YACC, o jogo Empire, uma planilha eletrônica e centenas de outras coisas. Esperamos fornecer, eventualmente, tudo de útil que normalmente vem com um sistema Unix, incluindo documentação on-line e impressa.” 

“Eu considero que a regra de ouro requer que se eu gosto de um programa, eu devo compartilhá-lo com outras pessoas que gostam dele. Eu não posso, em sã consciência assinar um acordo de confidencialidade ou um contrato de licença de software.

Para que eu possa continuar a usar computadores sem violar os meus princípios, eu decidi juntar uma quantidade suficiente de software livre para que eu possa ser capaz de passar sem qualquer software que não é livre”

E de fato estes ideais simplistas modificaram a indústria do software. Diversos ecossistemas foram criados a partir destas ferramentas, para citar um, o Android. E ainda hoje elas são demasiadamente úteis para qualquer empresa ou cidadão comum que queiram verdadeiramente usar a tecnologia.

Vida longa ao GNU e seus preceitos!

FISL 14 homenageia ativista Aaron Swartz

Aaron Swartz Graphic

Com 4884 inscritos, começou hoje o maior evento de software livre do Brasil em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Há 14 anos o Fórum Internacional Software Livre tem tradição em apresentar ideias inovadoras, soluções tecnológicas e projetos de software livre, além de servir de ponto de encontro para a comunidade brasileira.

Continuar lendo FISL 14 homenageia ativista Aaron Swartz

Boot2Gecko está chegando

Os desenvolvedores do Boot2Gecko estão seriamente empenhados em descobrir como os brasileiros utilizam smartphones. Usando um questionário online, a ideia é descobrir qual o aparelho mais usado, os aplicativos de uso freqüente, quais serviços são consumidos, qual o idioma preferido etc. Como a loja de aplicativos “Mozilla Marketplace” deve ser lançada no próximo mês, assim como nova versão do sistema, o objetivo é melhorar a oferta de aplicativos por meio de parcerias com empresas que produzem conteúdo ou serviços.

Continuar lendo Boot2Gecko está chegando

Google Drive vai de Python

O lançamento do Google drive decepcionou muitos usuários de Linux. Não ter um cliente nativo para o sistema é quase um paradoxo, algo bem ilógico. Infelizmente a mesma estratégia de lançamento foi adotada em outros produtos, como é o caso do navegador Google Chrome, que teve incialmente versão apenas para Windows. Vale ressaltar que a tecnologia que sustenta quase tudo que é produzido de novo no Google vem do mundo do software livre. Claro que há muita coisa proprietária também. Mas é inegável a queda pelo que é livre e pode ser alterado para melhor aproveitamento.

Continuar lendo Google Drive vai de Python

Uma competição épica para a liberdade dos jogos

 

Este é o slogan adotado pela competição “The Liberated Pixel Cup” que prevê prêmios em dinheiro para artistas e para desenvolvedores de software livre. A expectativa é que jogos no estilo do Minecraft, com gráficos 2D, sejam criados. É sabido que o mundo do software livre goza de poucos jogos novos, apesar de esforços tardios e capengas de empresas como a Valve.

A iniciativa da competição partiu da união da Creative Commons, Free Software Foundation e OpenArtGame. Ainda não foi divulgado qual será exatamente o valor da premiação, mas sabiamente o grupo adotou uma estratégia de financiamento coletivo que pretende arrecadar 10 mil dólares.

Continuar lendo Uma competição épica para a liberdade dos jogos

Um Ubuntu para deficientes visuais

O aprendizado de software livre é um dos mais tortuosos que conheço. Não entenda mal, caro leitor. Não estou afirmando que é difícil aprender ou difícil demais a ponto de desencorajá-lo. Aliás, em qualquer área do conhecimento, esforço sempre é necessário.

O ponto a que quero chegar é que, graças à efervescência de tecnologias, sistemas e gostos, o software livre tem diversos caminhos de aprendizado. Você sempre tem de escolher o que lhe é conveniente e seguir em frente. E o que dizer de alguém que tenha uma deficiência visual? Qual caminho escolher? A resposta parece bem difícil em um primeiro momento.

Para responder, leia abaixo a entrevista com os criadores do Linux Acessível. O programador Fabiano Garcia Fonseca, que utiliza GNU/Linux desde 1998, é o idealizador do projeto. É também o responsável pelas otimizações de acessibilidade. Seu fiel escudeiro, o programador André Brandão (Zandre Bran, como é conhecido) é o desenvolvedor do linuxacessivel.org. Sua contribuição na comunidade Ubuntu é notavel. Ele é membro do Ubuntu Brazilian Team (@ubuntu.com) e do Ubuntu Accessibility, líder do Ubuntu Brazilian Documentation Team e participante do comitê organizador do FLISOL Campinas.

Continuar lendo Um Ubuntu para deficientes visuais

KDE completa 15 anos de estrada hoje

Há 15 anos, o alemão Matthias Ettrich mandou um e-mail na lista comp.os.linux.misc solicitando desenvolvedores para ajudar na criação de um ambiente gráfico denomidado Kool Desktop Enviroment. Nasceu assim uma das interfaces gráficas mais bacanas do software livre, e a sigla acabou virando referência como nome próprio (KDE).

Continuar lendo KDE completa 15 anos de estrada hoje

Como acompanhar o FISL12 online

A décima segunda edição do Fórum Internacional do Software Livre começa hoje com 4837 participantes registrados, 2674 participantes a menos que o ano passado, em Porto Alegre.

Para quem não pode ir até o centro de eventos da PUCRS, a cobertura online acontece via TV Software Livre e Rádio Software Livre. Quem está no evento, este ano há uma novidade. A Empresa Cobra tecnologia montou um sistema de avisos via SMS. Abra o leitor de QRCode e aponte para o site: http://www.cobra.com.br/sms/

Já que os ataques chamaram atenção para segurança da informação, sugiro acompanhar os palestrantes:

Jacob Appelbaum – Pesquisador de segurança, membro do núcleo do projeto Tor (anonimato na internet);

David Mirza – Membro fundador da Security Focus, adquirida em 2002 pela Symantec;

Jeremy Allison – Programador que contribui muito com o projeto Samba e é conhecido por criar o software pwdump (cracker de senhas antigo);

Alexei Vladishev – Criador do software de monitoramento Zabbix.

Núcleo do Linux atinge versão 3.0

Foi liberada ontem, 29 de maio, a versão 3.0-rc1 do kernel (núcleo) do sistema operacional Linux. Segundo o próprio Linus Torvalds, criador da primeira versão e atual mantenedor, a série 2.6 se arrastava por muito tempo e quase chegou a ultrapassar o número 40 (atualmente o kernel está na versão 2.6.39).

Continuar lendo Núcleo do Linux atinge versão 3.0

As páginas amarelas do software livre

É realmente interessante o projeto PASL, ou Páginas Amarelas do Software Livre. Trata-se uma iniciativa sem fins lucrativos, destinada a catalogar empresas e profissionais qualificados do setor. O objetivo é oferecer uma referência a quem procura ajuda.

Continuar lendo As páginas amarelas do software livre